segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Os 30 - Nada é como Sonhámos

Autor:  Filipa Fonseca Silva
Edição: 2011, Maio
Páginas: 176
ISBN: 9789895557233
Editora: Oficina do livro

Sinopse:
FILIPE assume-se como um coleccionador de relações falhadas e continua preso à sua paixão de adolescência. MARIA foi deixada pelo namorado três meses antes do casamento e procurou curar-se do desgosto com uma longa viagem; e JOANA, menina do papá controladora e moralista, acabou por dar o nó com o rapaz errado, vivendo um relacionamento de fachada por mero oportunismo. Os três conhecem-se desde os tempos da faculdade, quando faziam parte de um grupo de amigos muito unido e cheio de sonhos e expectativas; mas a vida – com as suas voltas e reviravoltas às vezes ingratas – encarregou-se de os ir afastando, e está na hora de todos se juntarem para, finalmente, falarem do que os une e do que os separa. Durante um jantar no qual tilintam os cristais e brilham os talheres de uma Joana cada vez mais convencional, demasiadas surpresas ameaçarão, porém, a ordem natural das coisas: revelações e encontros imprevistos, reconciliações e jogos de sedução, transgressões e actos de adultério. No fim, já se vê, nada será como antes. Como uma espécie de “Os Amigos de Alex do século XXI”, este é um romance extremamente lúcido sobre o fim da inocência e os percursos de um grupo de jovens que, entre paixões e desilusões, chegam, mesmo sem querer, à idade adulta. Com doses iguais de humor e realismo, a autora capta de forma perspicaz o sentimento de uma geração a que chamaram «rasca», fazendo o seu retrato ao mesmo tempo indulgente e implacável.

A minha opinião:
Gosto particularmente de ler romances , apesar de também me dedicar por vezes a ler outros géneros literários. No entanto, não gosto de ler romances excessivamente "cor-de-rosa" que de tão fantasiosos e fantásticos parecem contos de fadas.

Hesito em ler autores portugueses porque nem sempre me satisfazem. Mas já fui agradávelmente surpreendida como é o caso. O reencontro de amigos não é  uma ideia original mas foi bem conseguida. Um romance divertidissimo, inteligente e escrito de um modo irepreensivel que me proporcionou bons momentos de entretenimento e reflexão.

Personagens ricas de conteúdo e expressividade que são estereotipos que tão bem conhecemos. A interação das mesmas com as suas diferenças depois de um período de afastamento e construção leva-as a confrontos criticos mas também a reflexões e auto-análises.

Imperdível.  Um prazer de ler.

1 comentário:

  1. Obrigada Vera pela sua critica!
    Fiquei muito lisonjeada. Vou partilhar com os meus fas do facebook . Espero que nao se importe :)

    Filipa Fonseca Silva

    ResponderEliminar